26 fevereiro 2008

Amar... este é o segredo e não criticar ou converter!


A mania das pessoas que quererem converter os outros, é uma fonte abundante de infelicidade.

Isto acontece sobretudo entre casados.

A mulher quer obrigar o marido a pensar como ela - e ele, por seu turno, faz a mesma tentativa.

E assim os dois vivem num eterno círculo vicioso, gerando discórdia e infelicidade.

É que cada um de nós vive na ilusão, inspirada por nosso inveterado egoísmo, que a nossa maneira é a maneira certa, talvez a única verdadeira e capaz de salvar a humanidade.

Acreditamos que se todos os outros pensassem e agissem como nós, a humanidade seria definitivamente mais feliz...

E por isso tentamos impingir a nossa maneira de ser aos outros, sobretudo às pessoas mais próximas de nós.

Quando o homem, entretanto, começa a amadurecer, torna-se progressivamente mais tolerante, compassivo, mais amigo do servir, mais feliz.

Percebe que não pode modificar a maneira de ser das outras pessoas, mas que pode mudar a sua própria maneira de ser.

Passa a não girar em torno de sí mesmo mas a caminhar em direção dos outros para fazê-los felizes.

Percebe que a procura egoísta da própria felicidade é a maneira mais fácil de afastá-la.

2 comentários:

Nilo Júnior disse...

Vc daria uma ótima conselheira matrimonial, rs.

Mary disse...

Oi Carlene,
Lindo e verdadeiro este texto.
Uma boa semana.
Bjs

Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Modificado por Nespter